10 abril 2017

[Resenha] O Ouro de Mefisto


O OURO DE MEFISTO
Autor: Eric Frattini
Editora: Jangada
Ano: 2012
Páginas: 432
Skoob

Sinopse: Abril de 1945. Entre os escombros de uma Berlim arrasada, no bunker da Chancelaria, Hitler, rodeado de seus fiéis seguidores, confronta suas últimas horas.Contudo, o fim da guerra na Europa e o princípio da nova ordem imposta pelos Aliados não conseguem acabar com algumas inquietantes incógnitas: que papel desempenhou o Vaticano na fuga dos criminosos de guerra? Hitler e Eva Braum se suicidaram mesmo no bunker? Os banqueiros suíços realmente guardaram o ouro dos nazistas que estava no Banco do Reich, produto de suas criminosas pilhagens? O que havia nas enigmáticas caixas enterradas sob as águas escuras e frias do lago Toplitz? Existiu realmente a temida Organização Odessa e sua determinação em criar o futuro Quarto Reich? Quem se escondia por trás do codinome "O Escolhido"?
Eric Frattini concentra a trama no ambicioso seminarista August Lienard e na misteriosa guerrilheira Elisabetta Darazzo, e em sua missão: impedir o futuro surgimento do Quarto Reich.
Um thriller histórico, do mesmo nível do clássico O Dossiê Odessa, do aclamado Frederick Forsyth, O Ouro de Mefisto tem uma trama brilhante e cheia de reviravoltas, com tudo para se tornar um marco da literatura de suspense.




Com a segunda guerra mundial chegando ao fim, e a inevitável queda da Alemanha nazista, os líderes mais próximos de Hitler decidem articular um plano para livrar seus principais comparsas de caírem nas mãos das nações aliadas.

Temendo a morte sumária, ao serem capturados, ou até mesmo após o julgamento de seus crimes de guerra; bem como considerando inaceitável a prisão, como destino final da empreitada nazista, esses homens começam a colocar em andamento a operação "Odessa".

Tal operação se faz valer de uma rede intrincada de corrupção, envolvendo o governo suíço e até o Vaticano; visando retirar da Alemanha centenas de integrantes da SS e Gestapo, realocando-os em outros países mais convenientemente seguros, alterando-lhes os nomes e a história de vida.



Para conduzir a operação os nazistas elegem um influente francês e seu filho, homens acima de qualquer suspeita e de livre trânsito nas mais altas rodas da sociedade: os Lienart. E num misto de suspense, terror e romance, revelam as atrocidades e a corrupção instalada pelo regime de Hitler e financiado pelo ouro dos judeus.

August Lienart, o filho, subitamente se vê envolvido numa rede facilitadora da fuga dos carrascos da segunda guerra. Ele passa a tratar de detalhes e a articular os planos que permitem os nazistas se deslocarem com segurança. e até luxo, pela Europa.

Admira-nos a audácia e perspicácia, dos mais inusitados personagens, em naturalmente colaborarem com os mais monstruosos seres humanos, o que é explicado pelo poder do dinheiro. A moralidade e a empatia são jogadas no lixo quando a luxúria brilha aos olhos.



O texto é tenso e eletrizante, impecável no que tange o suspense; e nos coloca, realmente, dentro da história: é fascinante a capacidade do autor de mesclar fatos e mitos. Ou será que é tudo verdade? Acredito que cada um, com base em outras informações, deva tirar suas próprias conclusões, mas a maior surpresa é a possibilidade de Hitler ter estado mais próximo de nós do que poderíamos imaginar.

Posso dizer, sem sombra de dúvidas, que é um livro imperdível de texto muito dinâmico, muito pela aventura e o suspense, ancorados em fatos históricos, e também pelas lendas sobre Hitler.

Apesar do livro ser escrito através da perspectiva do vilão, nos vem o claro desejo, a necessidade, de saber o desfecho que terá cada personagem. Também ficam claros os valores distorcidos que são comumente aceitos em tempos de guerra, assim como os objetivos egoístas, de ambos os lados, que impedem a evolução das civilizações, e só alimentam a ganância e a soberba.

6 comentários:

  1. Livro forte. Gosto assim.
    Eu não conhecia e já vou levar a dica.

    ResponderExcluir
  2. Pôxa, que história bacana! Adorei conhecer o livro. Não o conhecia. Pelo que li na resenha, com tanto suspense e reviravoltas, dariam um excelente roteiro de filme.

    Gostei muito!

    ResponderExcluir
  3. Eu preciso ler esse livro! Gosto bastante de tudo relacionado a segunda guerra! Com certeza vou procurar ler o livro!

    ResponderExcluir
  4. Cara, que livro!
    Adorei sua resenha e o gênero da obra, assim como ambientação....tudo tá interessante. Os livros da editora Jangada são super agradáveis e ajuda na leitura. Ou seja, tudo encaminha para que esse livro seja uma possível aquisição.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Caraca cheguei a ficar arrepiada.Já estou acostumada com livros de anti-herois, mas um livro que é narrado por um monstro que ajuda monstros é a primeira vez. Adorei a premisse e principalmente sua resenha que aguça a curiosidade e revela informações na medida certa. Beijos e muito sucesso!!

    ResponderExcluir
  6. GENTE!
    Que livro é esse, adorei sua resenha. Me deixou com uma super vontade de ler.
    Parece aquele tipo de história que te envolve e te deixa sem ar tamanha a curiosidade pra saber o que acontece em seguida. Isso sem falar em todo conceito histórico....

    Parabéns.

    ResponderExcluir

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo