26 fevereiro 2017

[Resenha] As Primeiras Histórias de Arséne Lupin - O Ladrão de Casaca


O LADRÃO DE CASACA
Autor: Maurice Leblanc
Editora: Zahar
Ano: 2016
Páginas: 280
Skoob

Sinopse: Brilhante, audacioso, sedutor, mestre do disfarce e do jiu-jítsu, Arsène Lupin é a irônica resposta francesa a Sherlock Holmes: um ladrão refinado e anarquista, espécie de Robin Hood da Belle Époque. Nas nove histórias que compõem essas primeiras aventuras, o irresistível anti-herói atormenta seus oponentes, zomba das convenções estabelecidas, ridiculariza a burguesia e ajuda os mais fracos. E ainda enfrenta um grande detetive inglês, não por acaso chamado Sherlock Sholmes. Essa edição traz texto integral, excelente tradução de André Telles e Rodrigo Lacerda, vencedores do Prêmio Jabuti, apresentação de Lacerda, posfácio de Maurice Leblanc e cronologia de vida e obra do autor, capa dura e acabamento de luxo.



O Ladrão de Casaca é um livro de contos, exatamente nove, que se interligam formando um romance só.

Já se imaginaram torcendo para o lado oposto ao da justiça? Pois foi assim que me senti durante a leitura.




Arséne Lupin é um galante ladrão de casaca, com uma capacidade mental incrível e muito, mas muito mesmo, carismático. 

Como todo bom cavalheiro e de uma educação impecável, Lupin tem suas regras, ele não mata, não usa da violência e só rouba dos ricos. Um Robin Hood! E para completar, ele deixa um cartão de visitas na cena do crime.


"Se alguém os surpreendesse naquele instante, assistiria a um espetáculo eloquente: o primeiro encontro de dois mestres, ambos verdadeiramente superiores e, por suas aptidões especiais, fadados a colidir como duas forças iguais que a ordem das coisas empurra uma contra a outra."


Os contos seguem uma ordem cronológica, o que dá aquela vontade de saber de imediato qual será o próximo grande golpe.




E como Lupin é um ladrão de mil e um disfarces, a cada conto você fica imaginando qual dos personagens é o nosso elegante ladrão de casaca. O autor faz seu protagonista enganar o leitor tão bem, que mesmo quando já fica claro qual personagem é Lupin, ainda sim, o mistério em torno de qual será o plano da vez é enorme.

Arséne Lupin, personagem criado por Maurice Leblanc significa para França o mesmo que Sherlock Holmes para Londres. O personagem já conquistou seu público logo nas primeiras aparições.

O Ladrão de Casaca é uma leitura agradável, enigmática e muito divertida. Eu li rapidamente, pela curiosidade e por fluir muito bem e terminei querendo mais e claro, fã de Lupin.

E não consigo apontar nenhum lado negativo, o autor conduz os contos na medida certa e seu personagem é muito bem construído e original em suas peculiaridades.




A edição de bolso de luxo da Editora Zahar dispensa apresentações, é maravilhosa! 

No final temos um pouco da história da criação do personagem e uma breve biografia do autor.

Recomendo muito! Uma leitura leve e muito divertida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia sem deixar um recadinho pra nós!

© Conduta Literária ♥ 2017 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo